PSIQUIATRIA

É o ramo da medicina que estuda e trata transtornos mentais e comportamentais.

Dependência Química

A dependência química é um conjunto de comportamentos mentais e físicos que ocorrem após uso repetido de uma substância – que pode ser álcool, cigarro e drogas de vários tipos. O vício pode se relacionar a uma substância ou a um conjunto delas.

sintomas

causas

tratamento

Desejo incontrolável de usar a substância, perda de controle (não conseguir parar de usá-la), e necessidade de doses maiores para atingir o mesmo efeito obtido antes.

Diversos fatores contribuem para o desenvolvimento da dependência, incluindo a quantidade e frequência de uso da substância, a fragilidade, ou o estado de saúde, e fatores genéticos, psicossociais e ambientais.

É preciso buscar ajuda médica. O profissional vai avaliar o quadro de dependência, e a partir daí, indicar o tratamento indicado. O psiquiatra é a pessoa ideal para sugerir o melhor caminho. Novos hábitos, terapia e medicamentos podem ser prescritos, com bons resultados.

sintomas

causas

tratamento

Depressão

O diagnóstico se baseia em alguns sintomas do paciente, como tristeza, sensação de vazio, desinteresse, irritabilidade, perda da concentração, redução da memória, dificuldade para tomar decisões, sentimentos de inutilidade, perda de autoestima, pensamentos negativos sobre o futuro, ideias repetitivas de doença, morte ou suicídio, alterações de sono e de apetite, perda de energia, de interesse sexual e cansaço.

A depressão tem um forte fator genético, ou seja, é comum aparecer em membros de uma mesma família. Também pode ocorrer após uma situação estressante ou de perda. A presença de doenças crônicas aumenta o risco de desenvolvê-la. Certos medicamentos (até mesmo anticoncepcionais, entre eles), drogas, álcool ou ainda a quimioterapia podem ser outras origens do quadro.

Um transtorno no qual tristeza, irritabilidade e o desânimo passam a ser normais na rotina, interferindo no trabalho e na vida pessoal. O mal afeta milhões de pessoas: na população, em geral, cerca de 10% dos adultos, até 8% dos adolescentes e 2% das crianças experimentam algum tipo de transtorno depressivo.

O tratamento varia de acordo com cada diagnóstico. O psiquiatra é o profissional mais indicado para orientar terapias ou prescrever medicamentos.

Transtorno do Pânico

Também chamada de síndrome do pânico, a doença se dá quando de forma inesperada e inexplicável há crises de ansiedade, de medo e desespero, com sintomas físicos e emocionais que atingem intensidade máxima em até dez minutos. Nesses momentos, geralmente há a sensação de que vai morrer, ou de perda de controle sobre si. É um transtorno que geralmente atinge mais as mulheres do que os homens.

sintomas

CAUSAS

TRATAMENTO

Ainda não há total certeza sobre o que desencadeia o transtorno, mas acredita-se que esteja relacionado a fatores genéticos e ambientais, estresse ou uso excessivo de alguns tipos de medicamentos, como as anfetaminas.

Entre os sintomas estão o medo e sensação de estar perto de morrer, de enlouquecer, de perder a razão e o controle total de si, taquicardia, palpitações, dor, pressão no peito, falta de ar, sensação de sufocamento, tonturas, vertigens, sensação de anestesia ou de choque e zumbidos. Também pode haver náuseas e vômitos, sensação de frio ou calor intenso, suor excessivo e tremores.

De forma geral, a psicoterapia e o uso de medicamentos antidepressivos ajudam o paciente a superar a doença. É preciso manter a medicação durante o tempo que o médico prescrever, pois há risco de recaídas. Adote sempre as recomendações do seu médico para que sua saúde se restabeleça o mais rápido possível.

Instituto Bem Estar Serviços Médicos

Rua Santina da Costa, 215 - Vila Campesina - Osasco - SP

CEP 06023-150 - CNPJ 03.434.113 / 0001-93

Responsável técnico: Dra. Tatiane Martins de Barros

CRM 94434

11 3184-0082

Área Restrita